Biografia

Natural de Vitória/ES, Marcos do Val tem 50 anos de idade. O parlamentar capixaba do Podemos é filho de Humberto e Eliana, tem dois irmãos e uma irmã. Marcos é pai de Carol. Foi militar do exército Brasileiro no 38º Batalhão de Infantaria. É mestre em Aikido (2º dan), diplomado e credenciado pela International Aikido Federation, situada em Tóquio/Japão.

É fundador do CATI (Centro Avançado em Técnicas de Imobilizações) e responsável pelo desenvolvimento de inovadoras técnicas de IMOBILIZAÇÕES TÁTICAS, reconhecidas por todo o mundo pelo preparo que proporcionam a agentes de segurança pública e privada.

A concepção das técnicas de Imobilizações Táticas surgiu a partir da avaliação da necessidade profissional dos policiais, com o apoio dos colegas da Budokai, Centro de Artes Marciais. Suas técnicas desenvolvem táticas para manipular e imobilizar suspeitos, sem o uso de armas.

Foi por meio de sua empresa que Marcos levou treinamentos a agentes da SWAT, NASA, FBI, NAVY SEALS, VATICANO e mais de 120 corporações policiais e de segurança espalhadas por diversos países como E.U.A, China, França, Espanha, Luxemburgo, Bélgica, Itália, Portugal, Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai, Equador, Colômbia, Brasil e outros.

Marcos do Val, por meio de sua então empresa de treinamento policial, foi também responsável pelo treinamento dos figurantes e atores do filme Tropa de Elite. O elenco e os policiais/figurantes se reuniram no Rio de Janeiro sob orientação do CATI-SWAT para fazer exercícios de incursão em favelas, além de outros exercícios.

Em 2003 Marcos do Val recebeu o título de Membro Honorário da SWAT de Beaumont no Texas, como também os títulos de Mestre Honoris Causa em Artes Marciais pela FACEI, e Doutor Honoris Causa em Artes Marciais, pela Universidade Erich Fromm World Univesity, da Florida (US). Em 2015, se tornou o primeiro brasileiro a ser admitido como membro da Associação Europeia de Tiro Policial, título conquistado em Paris na França.

No início de 2018 Marcos do Val foi convidado a ingressar na vida política de forma a contribuir com a implementação de seus conhecimentos na melhoria das políticas públicas, principalmente no que tange a questão da Segurança. Marcos, então, se candidatou a senador por seu estado, sendo eleito, em sua primeira experiência nas urnas, com quase 1 milhão de votos.

 

Atividades Legislativas

Em seus dois primeiros anos de mandato o senador Marcos do Val ocupou importantes cargos na Mesa Diretora do Senado (1º suplente de secretário) e também em comissões permanentes, sendo vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.

Atualmente o parlamentar faz parte de várias comissões, como a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ); a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE; a Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI);  a Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC), onde é vice-presidente; a Comissão Temporária COVID-19; a CPI da Pandemia; e a Comissão de Segurança Pública (onde também é vice-presidente), essa última criada recentemente, fruto de reivindicação discutida na Casa e que será uma ferramenta essencial para apreciação e votação de matérias relacionadas ao combate a corrupção, policiamento, combate ao crime organizado, presídios, prevenção e repressão ao tráfico de drogas, entre outros temas correlatos.

O senador também é membro do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado; do Grupo Parlamentar Brasil – Emirados Árabes, criado para tratar da relação bilateral entre os Poderes Legislativos dos dois países. Do Grupo Parlamentar Brasil – China. E ainda é integrante da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul e do Grupo Parlamentar Brasil-ONU.


Projetos

O senador capixaba destaca-se na área legislativa pelos vários projetos apresentados, até agora, mais de 200 proposições, entre Projetos de Lei, PECs, Recursos, Requerimentos, etc.

E é responsável por mais de 30 relatorias, algumas já relatadas e outras em processo de discussão. Uma das mais importantes foi a do tão famoso Projeto 1.864/2019 (o anticrime), que modificou a legislação penal, processual penal para torná-la mais rigorosa e estabelece medidas contra corrupção, crime organizado e crimes praticados com grave violência à pessoa. Após grande esforço do senador, o Projeto foi aprovado no Senado. Essa foi uma grande conquista e mais um ponto de fortalecimento do combate à corrupção no Brasil.

Nessa mesma área do combate à corrupção, o senador é autor da PEC 30/2019, que elenca “a prevenção e o combate à corrupção” como um dos fundamentos da República Federativa do Brasil. E de oito projetos, que entre eles está o PL 677/2021, que inclui os crimes de corrupção ativa e passiva no rol dos crimes hediondos. Também o PL 1542/2019 que estabelece crimes de responsabilidade de agentes políticos e normas de processo e julgamento. E ainda o PL 2599/2021, que dispõe sobre a coordenação de ações dos três Poderes para o combate ao desperdício de recursos públicos e o fortalecimento da eficiência na gestão pública.

Na área da segurança pública foram apresentados 33 projetos. Destacam-se os PLs 2573/2021, que cria, no âmbito dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, o Pacto Nacional para o Fortalecimento e Valorização dos Profissionais da Segurança Pública; o PL 4917/2020, para evitar a soltura automática do preso caso não se proceda à revisão da prisão preventiva a que alude o dispositivo. Também o PL 868/2019, que Altera o Estatuto da Criança e do Adolescente para determinar a publicização dos nomes completos, endereços residenciais e identificações fotográficas de condenados pela prática dos delitos de pedofilia, estupro de vulnerável e contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes; PL 1866/2019, que altera a Lei nº 10.826, de 2003, para estabelecer restrições à posse e ao porte de armas de fogo quando houver a prática de violência contra mulher, idoso ou criança. A matéria, sob relatoria da senadora Leila Barros, aguarda debate na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa.

Combate a corrupção x OCDE

O Combate à corrupção é uma das maiores bandeiras do senador Marcos do Val, e isso tem sido destaque em todo o mundo. Ele foi um dos três escolhidos no Brasil para receber o grupo anticorrupção da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em seu gabinete.

É membro do Grupo Parlamentar Brasil-OCDE, da Rede Parlamentar Global da OCDE e é autor do Projeto de Resolução do Senado Federal que institui o Grupo Parlamentar Brasil-OCDE de Segurança e Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro.

A OCDE vê no senador Marcos do Val uma força dentro do Congresso Nacional para o combate à corrupção. O parlamentar vem representando o Brasil nas reuniões virtuais dos grupos com a Organização. Nessas reuniões, com parlamentares de todos os países, são discutidas pautas importantes como educação, economia e saúde (principalmente combate à Covid19).

Prisão em Segunda Instância

Outra luta de Marcos do Val continuará sendo a prisão após condenação em segunda instância. Para o senador, a decisão do STF quando votou contra esse tema contraria as prioridades do país. Esse é um retrocesso do Brasil no combate a corrupção.


Missões

No início do mandato (abril de 2019), em missão oficial, o senador cumpriu uma extensa agenda em solo americano, para representar a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE)

Na condição de vice-presidente da CRE, Marcos do Val foi recebido pelo Departamento de Estado, Congresso Nacional e Pentágono, em Washington DC, capital dos Estados Unidos, quando trataram de parcerias bilaterais voltadas para o combate aos crimes organizado, cibernético e na área de Defesa Nacional.

Na oportunidade, foi convidado para participar, na cidade de San Marco-TX, da Conferência da Swat, onde foi homenageado pelos meus 20 anos de carreira como instrutor daquela instituição, referência mundial de combate ao crime. Homenagem pela primeira vez prestada a um cidadão brasileiro.

 

Prêmios / Medalhas e Comendas Recebidas

Em seus 2 primeiros anos de mandato, o Senador Marcos do Val recebeu 7 medalhas/comendas importantes, que marcam o reconhecimento do seu trabalho, além de outras premiações:

  • Ordem do Mérito da Defesa, no grau Grã-Cruz, comenda que premia personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que prestaram relevantes serviços às Forças Armadas e se destacaram no exercício da profissão;
  • Ordem de Rio Branco, no grau de Grande Oficial. A condecoração é concedida em reconhecimento à atuação de pessoas físicas, jurídicas, corporações militares, instituições civis nacionais ou estrangeiras pelos seus serviços e méritos excepcionais.
  • Medalha do Pacificador, honraria concedida às personalidades que se destacam por relevantes serviços prestados ao Exército Brasileiro.
    Medalha Exército Brasileiro;
  • Ordem do Mérito Aeronáutico, no grau Grande-Oficial. De acordo com o decreto de criação, a distinção é concedida a cidadãos brasileiros e estrangeiros que se destacaram nas suas áreas de atuação a serviço da nação brasileira;
  • Medalha Amigo da Marinha;
  • Medalha “Mérito da Casa Militar” (ES), pelos serviços prestados à classe e por dedicação às causas policiais;
  • Placa “Amigo da Polícia Militar”, pelo Espírito Santo.
  • Prêmio Congresso em Foco como melhor senador por dois anos consecutivos (2019 e 2020).

 

Ranking dos políticos / Influência nas redes

Quando o trabalho é sério, o reconhecimento vem. Em 2020, Marcos do Val foi considerado o 2° melhor senador do Brasil pelo Ranking dos Políticos e o MELHOR PARLAMENTAR do Espírito Santo à nível federal. Em 2021 já ocupa a colocação de 2° melhor parlamentar do país (entre os 594 deputados federais e 81 senadores).

Marcos do Val também recebeu, em 2019 e 2020, o Prêmio Congresso em foco, eleito pelo público um dos dez melhores senadores do país.

Os resultados mostram que a vontade de fazer uma política diferente, ética e com responsabilidade é reconhecida e valorizada pelos brasileiros. Além disso, Marcos do Val figura entre os senadores com maior influência digital do Brasil. Sua rede está entre as 5 mais influentes do país.

 

Recursos destinados

Foram quase R$ 200 milhões de Reais que Marcos Do Val conseguiu junto ao governo Federal para o Espírito Santo. Desse valor, mais de R$ 90 milhões foram destinados para a saúde, onde a grande parte foi usada no combate à pandemia da Covid-19.

Para a Segurança Pública e Educação foram destinados quase R$ 60 milhões. A valorização da Segurança e da Educação é fator primordial para o combate à criminalidade no Brasil.

A verba total destinada pelo senador alcançou 100% dos municípios capixabas.

Atuação na CPI da Pandemia 

O senador Marcos do Val atualmente integra a Comissão de Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura as ações e omissões do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil, bem como outras ações e omissões cometidas por administradores públicos federais, estaduais e municipais no trato com a coisa pública durante a vigência da calamidade ocasionada pelo coronavírus.

  • Desenvolvido por: Idear Comunicação | Todos os direitos reservados ao senador Marcos Do Val - Copyright © 2020